Pesquisar neste blogue

domingo, 25 de dezembro de 2016

Texto - Um Natal feliz e sereno


Não havia escuridão porque a serena lua nova tinha invadido os espaços contigüos ao que se chama solidão. Brilhava a lua e não só; estavam radiantes Nana,  Meyya, Petite Minie e Haïzé.


Tempo explêndido que convidou à festa.

A felicidade espelhava-se, também no rosto dos menos juvenis como o meu, Julia, mas também nos da Sofia e Mariana.


Todos tivemos presente os Amigos que já não estão. Rendemo-lhes homenagem pelo pensamento. E não esquecemos os familiares cuja alma estará sempre presente no nosso coração.


Claro que não esquecemos os seres amados que connosco continuam felizmente presentes.

25-12-2016

JoanMira

Sem comentários: